Integração Contínua e Deploy Contínuo, vergonha é não começar.

Hoje tive o prazer de ler um artigo do Giovani Barili, da CWI, Integração continua e deploy contínuo tempo é dinheiro.

A primeira analogia que fiz foi com o smartphone. Sim com smartphone 🙂

Como vivemos boa parte de nossas vidas sem um smartphone?

Como explicar para uma criança de 10 anos que era possível viver desconectado?

Então:

Como vivemos sem integração continua?

Como vivemos sem deploy contínuo?

Como vivemos sem BDD, TDD, testes automatizados e de regressão?

Como explicar isso para um jovem engenheiro de software que chega hoje ao mercado de trabalho?

Mandávamos carta, agendávamos mudanças, telegramas, scripts de banco, rollback, carta retorna por endereço não encontrado…

Opa tá com vergonha do teu “celular lanterninha”, escondeu ele no bolso agora né?

Não fica com vergonha, lê o artigo do Giovani e vai lá e faz. Começa com um “Android de entrada” e vai evoluindo. Faz isso que tu vai aterrizar em 2013, sim 2013, mas é melhor que 1998.

O que? 2016?  Lembre-se do MVP, feito é melhor que perfeito!

Segue o cara do artigo aí (https://br.linkedin.com/in/giovanibarili) que certamente ele te dará dicas de como ir de 2013 para 2016.

http://cwisoftware.github.io/drops/integracao-continua-e-deploy-continuo-tempo-e-dinheiro

Deixe um comentário